/29 de Junho de 2018

29 de Junho de 2018

Boletim ABRASOL News – 29 de junho de 2018

 

Projeto de sustentabilidade do MCMV recebe prêmio no Reino Unido

O projeto “Avançando na Sustentabilidade de Empreendimentos Habitacionais Sociais no Brasil”, ligado ao Programa Minha Casa, Minha Vida foi eleito o Melhor Projeto Colaborativo Internacional no The British Expertise International Awards 2018. O reconhecimento veio devido a importância de elevar os padrões de sustentabilidade em empreendimentos habitacionais destinado à a população de baixa renda.
O projeto é uma parceria entre o Ministério das Cidades, a Caixa Econômica Federal (CEF), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e o Building Research Establishment (BRE) – uma organização não-governamental voltada à pesquisa, à capacitação e ao treinamento no segmento de sustentabilidade e inovação do ambiente construído.
Além da eficiência energia, a instalação do Sistema de Aquecimento Solar contribui com a economia de energia para as famílias. Em 2014 uma pesquisa realizada pela Caixa, com apoio da Eletrobrás, mostrou que 80% dos moradores de habitações que possuem o SAS, estão satisfeitos ou muito satisfeitos com o resultado. Dentre eles, 60% perceberam economia na conta de energia com a utilização do SAS.

Solar Heat Worldwide – Dados e tendências do mercado global

Publicado pela primeira vez em 2002, o Solar Heat Worldwide 2018 reuniu dados de mercado sobre capacidades instaladas, custos e compartilhamento de aplicações de 66 países. O relatório de 93 páginas inclui capítulos sobre aplicações comerciais e custos comparáveis de calor solar. O Solar Heat Worldwide tem uma sólida reputação como referência para dados de aquecimento e resfriamento solar entre organizações internacionais, incluindo a REN21 e a International Renewable Energy Agency (IRENA). O estudo foi novamente o principal contribuídor para os capítulos de aquecimento e resfriamento solar do Relatório de Status Global Renewable 2018 (GSR) da REN21, que é um dos principais relatórios de assessoria política sobre energias renováveis.
“2017 foi um ano recorde para novas instalações de aquecimento solar para processos industriais (Solar Heat for Industrial Processes – SHIP) impulsionadas pela competitividade econômica, uma forte cadeia de fornecimento e políticas para reduzir a poluição do ar”, disse Ken Guthrie, Presidente do Programa IEA SHC. 124 novos grandes sistemas foram colocados em operação.

Governo de Minas Gerais investe R$ 40 milhões em eficiência energética para o sistema de saúde

Governo do Estado de Minas Gerais vai destinar R$ 40 milhões, por meio da Cemig, para a eficiência energética em hospitais mineiros que atendem pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o secretário Nalton da Cruz, os recursos que estão sendo aplicados são de grande importância para os hospitais. “Em um momento de dificuldade financeira que o país e o estado de Minas Gerais estão vivendo, essa questão da eficiência energética, com o lançamento desse programa, será considerável para diminuir os custos dos nossos hospitais”, afirmou.
Alguns hospitais serão contemplados também com sistemas de aquecimento solar. O objetivo é proporcionar a retirada de consumo de energia do horário de ponta, além de proporcionar economia estimada em 70% da energia consumida para banhos.
As diversas ações implementadas têm o objetivo de difundir os conceitos do uso seguro e eficiente da energia e dos recursos naturais, promovendo iniciativas educacionais, visando orientar médicos, enfermeiros e demais colaboradores dos hospitais.

Governo estuda usar recursos da CDE para projetos de energia solar

Segue o link para a manchete:
http://www.valor.com.br/brasil/5592453/governo-estuda-usar-recursos-da-cde-para-projetos-de-energia-solar